Você sabe o que os hackers podem causar quando entram em ação? Conheça um pouco mais sobre o que os invasores virtuais fazem e os cuidados a serem tomados para se proteger deles

Redação Por: Redação

Foco Novidades

Publicado em 13/04/2019 13:52h

Você sabe o que os hackers podem causar quando entram em ação? Conheça um pouco mais sobre o que os invasores virtuais fazem e os cuidados a serem tomados para se proteger deles

Um hacker encontrou uma falha no banco de dados do Sistema único de Saúde (SUS) e obteve acesso aos dados de todos os usuários do sistema.
Na noite dessa quarta-feira (10) o hacker, denominado Tr3v0r anunciou na rede social Twitter que iria vazar 1% dos dados, o que corresponde a 2 milhões de usuários do SUS e na manhã de quinta (11), Tr3v0r liberou os dados em um site. De acordo com o hacker com o vazamento ele pretende alertar as autoridades sobre a corrupção dentro dos postos de saúde a comercialização de credenciais
O número de pessoas, grupos especializados em invadir máquinas e sistemas está cada vez maior. Uma consultoria inglesa avalia que o Brasil é o país que mais concentra piratas cibernéticos do mundo. E até mesmo quem utiliza a web somente para enviar e receber e-mails, pode ser vítima das invasões.
Algo que facilita a ocorrência desses problemas é o spam, todo o lixo virtual que é enviado via e-mail. Uma pesquisa realizada por uma empresa de segurança mostra que grande parte dos entrevistados fornece frequentemente dados pessoais para promoções e concursos, não se preocupando em adotar medidas de segurança. O mesmo é observado em empresas, que não costumam destinar a verba necessária para mecanismos de proteção.
Os computadores domésticos costumam ser menos protegidos do que os sistemas de bancos e grandes empresas. Os problemas mais frequentes são os criminosos que usam a fachada dos bancos para roubar informações secretas, montando também um site falso da instituição. O tamanho e a dinamicidade da rede dificultam uma ação efetiva para acabar com esse tipo de crime.
Cuidados que podem ser tomados
•    Evitar acessar os dados bancários de um computador que não sejam o pessoal ou uma máquina em rede, ou fazer compras pela internet é muito importante. Todas essas operações exigem disponibilização de informações importantes, como número da sua identidade, CPF, conta bancária, cartão de crédito entre outros documentos. Apesar dos sites oferecerem conexões seguras, como eles mesmos chamam, não se sabe quem tem acesso ao computador.
•    Não responder e-mails oferecendo serviços ou pedindo recadastramentos, quando não conhecer a procedência. Por exemplo, uma quadrilha enviou para muitos clientes do Banco do Brasil um e-mail pedindo uma confirmação de dados. Os bancos pedem que nenhum cliente forneça nenhum dado antes de entrar em contato com a sua agência.
•    Não abrir arquivos anexados em e-mails dos quais não se conhece o remetente. Esses arquivos podem conter vírus, que, além de apagar ou danificar a memória do computador, podem deixá-lo vulnerável a algum hacker. Em muitos casos esse arquivo, ao ser aberto, instala automaticamente um programa que copia todos os dados, assim como as senhas do computador invadido.
•    Quando entregar um disquete, drive ou principalmente o disco rígido para algum conserto, deve-se estar atento. Não basta apenas apagar os dados que se deseja ocultar. Além de existir procedimentos para recuperar arquivos, eles não foram de fato apagados, o espaço que ocupavam foi marcado como disponível para gravação. Uma solução é gravar um arquivo do mesmo tamanho e com o mesmo nome do arquivo anterior e depois apagá-lo. Dessa forma, se alguém recuperar o arquivo, vai abrir o segundo, sem importância.
•    Cuidado com senhas pessoais. Ao caírem em mãos erradas elas podem render muito sufoco.

Fontes: PB Agora (https://bit.ly/2DcIeUz); Oi Educa (https://bit.ly/2JA9jDp)
Fotos: PB Agora; Fonte Desconhecida

Comentários

Deixe seu comentário abaixo sobre esta notícia:

É Notícia Salgado - Blog de Notícias